Nas compras acima de R$150, ganhe um ingresso de cinema para o UCI Iguatemi

Guarda-roupa inteligente: descubra o que é e como montar!

Guarda-roupa inteligente

Você demora muito para encontrar uma roupa antes de sair de casa? Se sente satisfeita com a composição dos looks? Saiba que a solução para esse tipo de problema é apostar no guarda-roupa inteligente, que além de praticidade, prioriza o minimalismo. Tudo isso, é claro, sem deixar a elegância de lado.

O primeiro passo, aqui, está em conhecer bem as suas preferências e fazer um balanço geral do que é mais usado e deve permanecer. Assim, ao se desfazer de peças que estão paradas, se torna mais fácil abrir espaço para montar um esquema estratégico de organização.

Quer saber mais? Vamos mostrar dicas que são essenciais na construção do guarda-roupa inteligente e da aparência.

Acompanhe!

Organize as roupas de um jeito funcional

Nada mais frustrante que abrir o guarda-roupa e não saber o que vestir, devido à bagunça. Por esse motivo, o primeiro passo para montar opções inteligentes é manter tudo organizado de um jeito funcional. Assim, fica mais simples fazer composições de look e manter as roupas no lugar.

Separe as peças por categoria e ordem de escolha. Por exemplo, se na hora de sair você pega primeiro a calça, o vestido ou a roupa de baixo, se torna indispensável que tudo fique no campo de visão, sem a necessidade de tirar outras peças. Vale ressaltar o valor do minimalismo na rotina prática.

Muitas pessoas pensam que quanto mais peças, mais elegância e não é dessa forma que funciona. Assim, a principal regra é que as roupas estejam nos lugares certos e combinem entre si. Tenha atenção especial para colocar tudo no espaço correto do móvel e o que for preciso em cabides, com o objetivo deixar o acesso simplificado.

Tenha roupas versáteis

Além de combinar as peças entre si, também é muito importante ter opções versáteis. Essa medida entra na questão do minimalismo que economiza muito tempo no momento de definir o look, sem perder o estilo próprio. Em função disso, tenha uma lista com peças que vão bem em qualquer ocasião e não precisam de esforço para combinar.

Entre as principais sugestões, aqui, estão uma boa calça jeans, calça preta, camisa branca, blazer preto, jaqueta jeans, vestido preto, saia básica e casaco de cor neutra. Com isso, em um primeiro momento, você já consegue tanto ir para o trabalho em uma proposta mais formal e, no mesmo dia, sair para jantar sem se preocupar em incrementar o look.

Escolha os tons corretos

Para que as sugestões acima possam ser colocadas em prática, é fundamental que o guarda-roupa funcional tenha os tons corretos. O grande segredo está em fazer um estudo sobre seu próprio estilo, para identificar qual a cartela de cores que se encaixa, o que mais é usado e como isso está relacionado ao dia a dia.

Afinal, de nada adianta ter várias peças de roupas coloridas se, nas atividades durante a semana você usa apenas preto, branco e cinza. Então, capriche no processo de autoanálise para identificar quanto de cor pode ser adicionado sem perder a integração das peças entre si.

Escolher algumas coisas pontuais, como destaque da composição, costuma funcionar muito bem. Blazer ou casaco colorido para compor uma produção mais neutra, camisetas de tons variados e sapatos com tons acesos conseguem ser usados na medida certa e contribuem bastante para a praticidade.

Opte por qualidade

Melhor que ter uma infinidade de peças é ter poucas e boas. Ao priorizar a qualidade, o número de compras costuma ser reduzido e o nosso próprio olhar já se torna mais estratégico no momento da escolha. Como resultado, a possibilidade de deixar alguma peça encostada praticamente desaparece.

Acompanhe a lista dos básicos e, no lugar de comprar muitas coisas que terão vida útil curta, escolha peças de maior durabilidade e bom material. Avalie cuidadosamente as roupas para que façam sentido, tanto na versatilidade quanto na facilidade de conversar com as peças mais usadas do seu guarda-roupa.

Na hora de ter um look cheio de estilo, vale lembrar de que não é preciso comprar todas as peças novas. Selecione o que é atemporal é faça adaptações com algo que for pensado dentro dessa proposta de qualidade e beleza.

Faça rotação de peças

Já que falamos em comprar roupas novas, saiba que o guarda-roupa funcional deve sempre se manter em rotatividade. Isso não significa que será preciso se desfazer de tudo. Nada disso! O mais adequado, aqui, é de tempos em tempos fazer uma vistoria geral, para eliminar o que não é usado e evitar acumular de maneira desnecessária.

Quando você conhece bem seu gosto e está claro quais são as peças predominantes do guarda-roupa, a criatividade passa a falar mais alto. As combinações são usadas mais vezes e, ao comprar algo novo, substitua outro que já está mais velho ou não combina com suas preferências atuais.

Pondere as tendências

As tendências precisam ser usadas com inteligência, para que a ideia de praticidade tenha sucesso. Claro que quando vemos as vitrines e as personalidades da Internet com combinações maravilhosas desejamos reproduzir rapidamente. Contudo, pare e pense se isso realmente combina com seu estilo.

Na verdade, todo mundo tem, no fundo do guarda-roupa, algo que comprou quando estava super na moda e agora ficou encostado. Para evitar que isso aconteça, controle o impulso de compra. Pare por alguns dias e avalie se a moda combina com as peças do seu guarda-roupa ou vai ser usado apenas ocasionalmente.

Após esse tempo, caso fique definido que a compra vale a pena, o mais indicado é apostar em tons neutros, especialmente quando a tendência envolve bolsas, cintos, óculos escuros ou sapatos. Outra dica que funciona muito bem é estudar como existem peças que vão e voltam, conforme os anos. Por exemplo, a calça jeans “mom” ressurgiu com força em 2020 e veio diretamente da moda dos anos 1990.

Agora, você já sabe como tornar seu guarda-roupa inteligente. Além da praticidade, escolher bem suas peças é um diferencial para compor um estilo pessoal repleto de elegância e originalidade. Dessa forma, pesquise por boas lojas e identifique o tempo certo de investir no que realmente precisa.

Gostou das informações do artigo? Então curta nossa página no Facebook e fique por dentro de vários conteúdos sobre o assunto.