Um amor que virou música

Rafael é músico. E sempre o foi. Desde pequeno, por volta dos 5 anos, os pais contam que ele já ficava intrigado com a música de bandas como Led Zeppelin e Dire Straits. Mais tarde, como toda criança da época, encantou-se pelos Mamonas Assassinas. Os caminhos da vida o transformaram em um selvagem, um Selvagem à Procura de Lei, banda na qual é guitarrista há mais de 10 anos com os amigos e parceiros da vida toda. Marina é advogada convicta, daquelas que acredita que o direito pode reduzir injustiças e fazer a diferença. Além de trabalhar na área, agora ela também é estudante de psicologia, o que tem lhe ajudado com as causas. Entre leis e canções, o amor aconteceu, se fortaleceu e, mais recentemente, virou música.

O lugar possível para dois universos tão distantes se encontrarem foi o carnaval da Taíba, em São Gonçalo do Amarante, cidade do litoral do Ceará. A folia virou até coadjuvante tamanha a conexão. “Esquecemos o carnaval e passamos o restante dos dias juntos, se encontrando e se conhecendo”, conta Rafael. A partir daí o relacionamento passou por várias fases, como a que ele foi morar em São Paulo com os companheiros de banda e ela ficou por aqui. “Namoramos à distância um bom tempo, tivemos altos e baixos, vida real mesmo, mas nunca deixamos de acreditar que seríamos felizes juntos. Paralelo a isso, ela continuou estudando e trabalhando até que depois de um bom tempo ela foi morar em São Paulo e passamos a morar juntos”.

A pandemia trouxe o casal de volta para a terrinha. “Realizamos muitos sonhos em um ano e meio, superamos muitos desafios e hoje estamos no nosso apartamento aqui em Fortaleza, compramos um cachorro, o Nietzsche, e estamos vivendo uma nova etapa no nosso relacionamento, nos conhecendo novamente, e sendo, acima de tudo, amigos”, conta Marina. 

Por aqui, o deadline apertado da profissão dela e a falta de rotina do mundo dele seguiram guardando certa distância entre esses dois mundos. Nada que a música e o lugarzinho aconchegante que escolheram para morar não conseguissem preencher. Em dois meses, Rafael compôs 23 músicas. As canções viraram um disco e em duas dessas faixas, entre os estudos e os casos, Marina arrumou um tempo para dividir os vocais com o amado. “Barco no seu Mar”, single de estreia do projeto, fala desse tempo de reflexão, mudanças e descobertas na vida do casal. É amor cantado. 

Confira a música: